O Racionalismo

Em que consistiu o Racionalismo? Em que Descartes tanto influenciou no Racionalismo?


Em breves palavras, pode-se dizer que o racionalismo surgiu com o eleata Parmênides, um dos filósofos pré-socráticos. Essa corrente filosófica teve seu maior representante na Antigüidade Clássica com Platão. Descartes emprestou ao racionalismo, e a toda filosofia moderna, a forma em que essencialmente é conhecida e tratada atualmente pelos acadêmicos. Dualista, Descartes pregava a existência de uma alma e de um corpo. Essa alma era dona dos sentimentos e da razão, enquanto que o corpo era apenas uma máquina (conceito provavelmente influenciado pelo grande sucesso das máquinas em seu tempo). Não soube, porém, aclarar como a alma atuava sobre o corpo. O racionalismo atingiu a sua forma mais perfeita com o advento do Racionalismo Cristão, em 1910, obra de Luiz de Mattos. O Racionalismo Cristão é uma filosofia-científica, dualista, pois baseia-se no binômio Força-Matéria, e explica como o espírito (Força, detentora de todas as faculdades psíquicas e causa de todos os fenômenos) atua sobre o corpo (Matéria, cujo único atributo é a inércia) através das vibrações do corpo astral. Esse conhecimento, a existência do corpo astral e sua forma de atuar, é que faltou a Descartes e aos racionalistas que o sucederam.

Para conhecer boa parte da obra de Descartes, recomendamos a leitura de sua obra Discurso do método, onde inaugura o método da dúvida como meio de alcançar conhecimento seguro.

Recomendamos, também, o estudo do livro Racionalismo Cristão para se aprofundar no entendimento do que sejam Força e Matéria, e obter outros conhecimentos importantes para o entendimento da vida e dos seus mecanismos. Esse livro e muitos outros estão disponíveis gratuitamente no nosso site.

Sempre ao seu dispor, enviamos-lhe nossas cordiais saudações.

De "O racionalismo" para a página desta seção

Copyright©2005 racionalismo-cristao.org.br. All Rights Reserved